Solilóquios descoladinhos de uma dona de casa pretensiosa

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Conciliando o Sono

17:45 POR Ana Carolina Paiva 4 COMENTÁRIOS
Roguei ao Futura que me mostrasse as danças brasileiras do Mário do Andrade e nada, somente umas escavações no Egito, o obelisco de Hapshepsut, criei um blog pra mó de escrever mais coisas e as pessoas lerem (agora sou a garota twitter, facebook e blogueira, pense num desmantelo!!!). Apelei para a minha coleção de Alan Kardec e qual o quê, nem uma palavrinha de alento, só alguma coisa assim: "não cometas suicídio..." Deus me defenda! O Rivotril deu pra fazer graça comigo, deve ser de farinha como as pílulas anticoncepcionais do governo. Deus me defenda outra vez. Ainda bem que só uso coisa fina! Se bem que tenho gasto meu suado ordenado de proletariada à toa...
Somente agora, já suficientemente velha, começo a sentir na pele o ônus de fincar pé nas coisas, de ter uma personalidade fomentada de modo peculiar, contudo à esta altura não dá mais pra voltar atrás e ser burrinha e integradinha... Que lástima, uma pessoa no caritó, passando do Cabo da Boa Esperança, dando esses vexames...
Por que a pessoa não se apruma neste mundo de meu Deus? Aprecio tanto toda essa parafernália tradicional, até de árvore de natal eu gosto, por que não me aceitam mais no clube das balzaquianas descoladinhas, assim como Angélica, tão integrada (adorei o integrada, ele é todo seu!), tão polida na mesa. Isso é que é moça ajuizada...
Agora são 05:05 e a insônia ainda me consome, mas prometo que aquela senhora com seu cursinho "incompreto" de normalista- momento mazinha pra não perder o hábito-, não vai estragar a minha palestrinha. E o senhor que neste exato instante dorme o sono dos justos e está muito vivo, tome tudo isso como piada, pois é essa a ideia.

4 comentários:

  1. Li todas, minina.... e não dá para não me lembrar daquele cronista, nosso velho conhecido CP. Continua...tá demais da conta!!!

    ResponderExcluir